quarta-feira, 31 de outubro de 2012

NOS TEUS BRAÇOS

Ando dormindo nos teus braços
E dos teus olhos roubei a luz divina
Para dar vida às minhas retinas
E aniquilar os meus cansaços.

Percebes quando venho, me achego...?
Me aninho no teu dorso,
Enlaço teu pescoço
E te roubo aconchego?

Percebes? Sentes? Meu ar tristonho...
Deixa teus braços abertos
Que eu estou sempre perto
Pra te roubar de ti, mas te deixo o sonho.

Ana Roen