sexta-feira, 13 de julho de 2012

DESCANSE, AMADO...

 Descanse, amado
Os meus braços... é o teu aconchego
Eu velo teu sono pesado
Velo teu desassossego.

Escuta o vento apressado
Quando te toca, avisa
Que sou eu ao teu lado
Eu sou a brisa.

Se o sol te queima, é chama
Não te exasperas
Sou eu em tua cama
Sou eu, que com ardor te espera.

Não ligue, amado
Se vir a noite mais densa
Eu abro um céu estrelado
E acordo a lua imensa.

Ana Roen

Nenhum comentário:

Postar um comentário