sábado, 21 de janeiro de 2012

TROVAS

Minha vida não é uma obra
Mas constantemente me cobra
Eu vou vivendo das sobras
Manobra após manobra

Me pondo sempre à prova
Aprendo somente com sovas
Mas sou dura feito andirova
Vem a esperança e renova

Que esperança uma ova
Enquanto caminho pra cova
Vou fazendo minhas trovas
À ver se alguém aprova.

Ana Roen


Nenhum comentário:

Postar um comentário