terça-feira, 24 de janeiro de 2012

A NOITE

E a noite foi um negrume
Sem farol e sem lume
E foi mais noite que o breu.

E a noite velou quieta
Mas foi amiga e poeta
E um poema me deu.

E ficou comigo acordada
Até a primeira rajada
De sol e desapareceu.


Ana Roen

Um comentário:

  1. GOSTEI DEMAIS DESSE POEMA. SIMPLES E DE UM CONTEÚDO IMPAR. QUERIA TER ESCRITO. RECEBA MEUS CUMPRIMENTOS DE ADMIRAÇÃO.

    ZZ

    ResponderExcluir