sexta-feira, 14 de outubro de 2011

LEVA O SOL

Meu Deus, que dia!
Tanta luz já é ofensa
À minh'alma que é sombria
E não suporta tal presença.

Eu prefiro a noite fresca
Ou a tarde arredia
Com suas nuvens pitorescas
De promessa e chuva fria.

Esse azul até me cega
Vejo sol pra todo lado
Meu Deus, dá-me, não nega
O meu céu acinzentado.

Leva o sol, seu grande astro
Lá pros lados do Oriente
E não deixa nem o rastro
De suas cores no poente.

Ana Roen


Nenhum comentário:

Postar um comentário