sexta-feira, 22 de julho de 2011

FALA COMIGO, AMOR

 Fala comigo, amor
Uma palavra qualquer... um beijo
Que desse amor nasce o desejo
E desse desejo, mais amor...

Não me castigue com tua ausência
Posso não resistir e até morrer
Se ainda vivo é pela tua essência
Que se confunde com meu próprio ser.

As horas que passo é pensando em ti
Cada minuto parecem horas
Dividida ao meio, em duas assim:
A que não te esquece, e a que te adora!

Ana Roen

Nenhum comentário:

Postar um comentário